O absurdo dos preços dos carros vendido no Brasil x EUA, veja a diferença

José Cavazoni 17 de agosto de 2012 2




Veja o absurdo dos preços dos carros vendido aqui no Brasil em relação aos carros vendido nos EUA. Um jornalista da versão online da revista americana Forbes, especializada em finanças e muito conhecida por compilar listas das maiores fortunas do mundo, publicou um artigo ironizando o alto preço pago pelos brasileiros em veículos da Chrysler, como Jeep e Dodge.
A Publicação americana compara valor cobrado pelo Grand Cherokee no Brasil e nos EUA, o Jeep Grand Cherokee que lá nos EUA é vendido por R$ 56 mil reais, (28 mil dólares), aqui no Brasil o mesmo Cherokee custa R$ 160 mil reais (80 mil dólares). Ficou de boca aberta? Eu todos os brasileiros também.

Segundo a publicação, um modelo Jeep Grand Cherokee vendido no Brasil por cerca de US$ 80 mil poderia ser vendido banhado a ouro, porém, no País este é o preço do modelo básico.

O texto afirma que o brasileiro confunde preço alto com produto de qualidade. Para Rapoza, o brasileiro gasta demais em um produto achando que ele lhe trará status.

O jornalista ainda enfatiza que não há status em comprar um Toyota Corolla, Honda Civic, Jeep Cherokee ou Dodge Durango. Segundo ele, um professor de escola primária do Bronx pode comprar facilmente um Grand Cherokee pouco rodado.

‘Em Miami, com o mesmo valor é possível comprar três unidades do mesmo modelo’. ‘Os 28 mil dólares cobrados nos EUA correspondem a cerca de metade da renda média anual de um americano, mas os 89,5 mil dólares no mercado brasileiro estão a anos luz da média da renda do brasileiro’.

Vamos fazer algumas comparações


O Toyota Corolla que tem o valor de R$ 62.800 aqui no Brasil. Nos EUA, a versão básica do sedã sai por R$ 32.600 (US$ 16.130). E lá, além do motor 1.8, o sedã oferece seis airbags e sistema de som com bluetooth de série.


Outro exemplo. No Brasil a versão de entrada do Nissan Versa sai por R$ 33.490, nos EUA, a marca de origem japonesa cobra o equivalente a R$ 22.200 (US$ 10.990) pelo sedã.

Comentários

2 Comments »

  1. Ailton Marques 19 de agosto de 2012 at 2:05 - Reply

    Boa a matéria, mas faltou tratar das causas, quem são os responsáveis, o que dizem as montadoras (se não dizem, por quê não dizem e quem disse que não dizem), e, principalmente, que os impostos incidem sobre o preço de venda original ao consumidor no país de origem, quando deveria ser em cima do preço de atacado (de fábrica), afinal quem exporta os veículos para o Brasil, são as fábricas, não as concessionárias de lá.
    Peço que não censurem meu comentário, pois não estou ofendendo ninguém.

  2. Daniel Mesquita 19 de agosto de 2012 at 0:57 - Reply

    Jose Cavazoni.
    o preço no Brasil é um absurdo.
    aqui na Europa com um mes de salario compra um carro, mesmo sendo usado. Ja encontrei carro por 700 Euros, 800….
    Porem nao é so o carro que é caro, tudo ai no Brasil é caro. Impressionante, por isso que tenho medo ate de voltar para minha patria.

Deixe seu comentário »